Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Doces Visitantes.


Tradutor.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Inverno-Cuide do Jardim


Não há estação do ano que nos compele mais ao aconchego de um lugar protegido do que o Inverno. Incidência solar menor, períodos frios, ventos cortantes e ambientes secos nos fazem, numa visão mais ampla, refletir e guardar forças para os vindouros meses solares. Pois com os nossos jardins é literalmente a mesma coisa.
No Inverno o crescimento das plantas diminui consideravelmente, graças a um bem vindo instinto de conservação. As folhas mais velhas são trocadas, os bulbos entram em período de dormência, as flores das espécies angiospermas retraem-se. É um período natural de entressafra que vai preparar a flora para vicejar linda e vigorosa na Primavera. E nós, amantes da jardinagem, podemos e devemos auxiliar as flores, árvores, arbustos e o solo neste período de transição e descanso.
solo deve ser preparado para receber as sementes, bulbos e demais vetores de reprodução. É necessário revolver a terra para mantê-la arejada e úmida, além de eventuais correções de acidez ou alcalinidade. Eliminar raízes e bulbos de ervas daninhas também faz parte deste ritual de aração. Atenção às regas: como o Inverno alterna períodos de baixa unidade relativa do ar e chuvas esporádicas e intensas, a evapotranspiração natural no Verão diminui consideravelmente, fazendo com que o solo fique encharcado com maior facilidade e possa prejudicar as raízes e bulbos, podendo fazer com que eles apodreçam e façam as plantas morrer.
A diminuição do metabolismo das plantas faz com que o Inverno também seja a estação das podas. Podas de limpeza, onde galhos secos e folhas mortas são eliminadas, de formação, ideais para árvores em calçadas ou para a topiaria em geral e de condução farão com que as plantas otimizem a distribuição de nutrientes, levando-os onde realmente a planta precisa, proporcionando assim uma revigoração primaveril rápida e intensa.
A adubação de reforço é recomendada apenas para espécies que demandam muitos micronutrientes. Antes de fazer qualquer reforço de fertilização, cheque o pH do solo; talvez esta atitude seja suficiente para a nutrição efetiva. Consultar um especialista é de bom tom, mas é recomendável evitar excessos de acidez, corrigindo-a com os tradicionais calcário e cal seguindo as determinações especificadas pelo especialista acima citado.

0 comentários: