Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Doces Visitantes.


Tradutor.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Reforma da casa: planeje bem cada passo




Reforma. Seja para aqueles que acabaram de comprar um imóvel e, novo ou usado, querem dar aquele toque especial, ou para os que precisam agora dar novos ares ao lar doce lar, não dá para dizer que a medida é agradável. Afinal, um ajuste puxa o outro e a impressão é de que a obra não terá fim.
Mas, ansiedade à parte, a palavra de ordem na condução de uma reforma é: planejamento! Caso siga alguns conselhos, poderá mudar aquele conceito de que toda casa vira uma catedral ao ser reformada, tamanho o tempo que leva para ficar pronta!
Coloque no papel o que você pretende fazer em sua casa. Liste tudo o que acha necessário, sem esquecer nenhum detalhe. Isso facilitará a execução da segunda etapa.
Pronto... Seus planos estão no papel. Agora coloque nele quanto você tem de dinheiro disponível. Considere aí suas reservas, seu salário, FGTS, 13º salário, ou seja, o valor que você pretende destinar para a realização deste projeto. Importante: lembre-se que sua vida não parará neste período e os compromissos com seu orçamento continuam!

Atenção aos preços

Comece sua pesquisa de mão-de-obra. Consulte o preço de três profissionais diferentes, mostrando a eles o que pretende fazer em sua casa. É importante que o preço seja fechado por serviço concluído, e não por dia trabalhado. Este é um dos principais motivos para as obras infindáveis.
Verifique com cada um deles o material que será necessário para a reforma, incluindo aí todos os itens. Isso evita que, fechado o serviço, comecem a aparecer custos que você nem imaginava.
Escolhido o profissional, comece sua pesquisa de preços quanto ao material. Evite economizar demais neste ponto. Muitas vezes, o barato sai caro. Lembre-se que não se reforma uma casa todo dia.
Quer um exemplo? Se você vai trocar o piso da sua casa, verifique se a área é de grande circulação, se passarão carros por lá, se baterá sol ou não neste local. Isso porque existem pisos mais resistentes para essas situações. Podem ser um pouco mais caros, mas são uma garantia a mais de tranqüilidade futura.

Passo a passo

Agora você já tem condições de confrontar duas informações importantíssimas: quais são suas economias e quanto você deverá gastar na reforma. Assim, poderá planejar tudo com mais segurança.
Quanto ao profissional a contratar, feche o valor com cautela. Já em relação ao material... Tudo escolhido? Então dedique muita atenção às condições de pagamento. Ao optar por parcelar, tome cuidado com os juros embutidos no produto. Pode ser mais vantagem diminuir as parcelas, reduzindo também o preço, ao conseguir um "desconto".
Outro fator importante: está certo que, ao começar uma reforma, dá vontade de arrumar tudo bem rápido, não é? Mas vá com calma. Opte por arrumar um ambiente de cada vez. Se você quebrar tudo, pode não ter fôlego para concluir depois...
www.financaspraticas.com.b

0 comentários: